segunda-feira, 26 de março de 2018

Paz do Senhor!
fiz um vídeo abaixo sobre a parábola do Filho Pródigo e destaquei alguns pontos bem interessante.
Assista e depois comente.
Saudações.
Pr Marcos Cruz!

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Fórum de Debates de Mulheres na ADMI





imagem Marcos Cruz                                         


Assembléia de Deus Ministério de Interlagos (ADMI), promoveu nesta segunda feira o primeiro debate de mulheres sobre o tema maternidade espiritual. Participaram do evento as componentes do grupo feminino da ADMI e as convidadas especiais miss. Silvia Almeida da Assembleia de Deus Santo Amaro (ADSA), Jaqueline Botelho, que trabalha  no Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) e professora na escola dominical na Assembléia de Deus Ministério Colonial (AD Colonial), Maria Aparecida Silva Gomes da Assembleia de Deus Brás (ADBrás) .
Com objetivo de trazer informações que ajudem as mães promover o crescimento espiritual dos filhos, a irmã Maria Luisa, publicitária e idealizadora do fórum, abriu o evento e abordou o sofrimento de hagar ao ver o filho Ismael passar fome e o não desejo em contemplar a morte quando estava no deserto. Foi sucedida pela Jaqueline que falou sobre a importância da influencia e parceria com o filho sem perder a autoridade sobre ele.
Em seguida, a irmã Maria Aparecida da ADBrás,  relatou a dificuldade de perder o esposo e como conseguiu aproximar os filhos por meio do diálogo e traze-los a presença de Deus. Logo após, a Miss Silvia da ADSA, falou sobre a transparência da mãe cristã dentro do lar e o dever dos pais em ser claro na exposição do funcionamento da casa.
Na sequencia as mulheres da ADMI foram envolvidas no debate por meio de perguntas e respostas que resultou em troca de experiências, satisfação, comunhão e estratégias para promover o crescimento espiritual dos filhos.
O debate terá o encerramento hoje (13) as 15h. Interessadas em participar podem comparecer  no templo da ADMI, a rua José Francisco de Freitas, 846 jd Maria Rita- SP.


Por Marcos Cruz

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Liberdade que escraviza




Muitos são os artigos que condenam a religiosidade e suas praticas que resolvi escrever sobre o tema. Primeiro procurei saber o que significa religioso e religiosidade no dicionário.
O Infopédia diz:
1.relativo ou pertencente à religião, pertencente a um estabelecimento monástico, observador dos preceitos da religião que professa ,devoto, pio, santo, zeloso, escrupuloso, figurado pontual
Aurélio: Frade, monge, Pertencente ou relativo à religião. Conforme com a religião, piedoso, Pio, observador dos preceitos religiosos, Inspirado pela religiosidade, Profundo, austero, respeitoso, Sagrado, santo, não profano, Pertencente ou relativo a instituto monástico, Pontual, escrupuloso.
Religiosidade no Aurélio é qualidade de quem é religioso.
Partindo desse princípio, penso nas muitas mensagens que leio nas redes sociais sobre a religião, libertação e desprendimento da religiosidade. O pretexto é que tais práticas para nada serve a não ser escravizar o incauto, e nada tem a ver com Deus, graça,  e que faz mal ao homem exatamente por ter sido criado e praticado por homens.

Pensando nisso, trarei para a conversa a vida do Senhor Jesus Cristo que foi levado ao templo ao oitavo dia, com duas rolinhas para o sacrifício conforme ordenou Moisés em Lv 12.8 para as famílias que não conseguiam levar um cordeiro; passou pelo B`rit milah reunião de sabatina que constatava o amadurecimento do adolescente e o tornava um homem conforme o judaísmo;  pagou o imposto cerimonial do templo (Mt 17.24) conforme a instituição de êxodo 31.11-16;  chamou o templo de minha casa (Mt 21.12-13); todos os dias ensinou no templo como disse em Mt 26.55; permitiu que a mulher do fluxo sangue tocasse no tzitzit que era uma franja do talit ( Mt 9.20), enfim, cumpriu toda a lei (Lc 2.39) e viveu conforme o judaísmo dos seus dias.
Então pergunto: será que todas as vezes que o Senhor pronunciou um discurso duro contra os religiosos da época falava contra si mesmo? Teria sido ele um hipócrita? Teria ele usado de palavras fortes com os religiosos quando ele era um?
Tais perguntas devem ser respondidas quando há intenções de se criticar a religiosidade.
Muitos querem se livrar da igreja e do cristianismo e associam o zelo de congregar, orar, ler a bíblia, a piedade, a caridade e a devoção com os fariseus e saduceus dos dias de Jesus e a quem o discurso dEle se destinava.  Com isso deixam de lado os bons costumes e práticas religiosas, como as roupas, cerimoniais, liturgia e até mesmo ato de congregar; e assim tornam-se cada dia mais relaxados, irreconhecível e insociável ao cristianismo.
Na verdade, a fé cristã está sofrendo um ataque dos que pregam que o cristão deve libertar-se da escravidão religiosa por um lado, mas por outro, sofre os ataques disfarçados de inspiração divina que tem como objetivo mergulhar a igreja num sincretismo sem fim através do uso dos utensílios, roupas do cerimonial  judaico, ou então, da transferência de unção e tantas outros movimentos. E com isso o crente foge cada vez mais do cristianismo e das responsabilidades com a fé cristã. Que Deus nos ajude!



quarta-feira, 5 de julho de 2017

Bem vindo!

Que bom te ver por aqui !
Estou reformando este blog como você deve ter reparado. então pra facilitar a sua navegação por ele, vou te contar o que já fiz e ainda o que vou fazer ok.
Em primeiro vou dizer que já tenho esse blog a anos e nunca realizei mudanças então chegou a horá não é mesmo? Assim, resolvi criar algumas páginas que você poderá ver e acessar ao lado direito da sua tela. Nelas vou postar assuntos específicos aos temas propostos pela página. confira e depois me dá um retorno se ficou legal.
Também vou agrupar os posts que foram publicados anteriormente da mesma forma. vai levar um tempinho pra organizar tudo , mas farei um a um ok.
Conto com sua compreensão e apoio em Cristo e espero que volte novamente muitas outras vezes ok. Ah e não esqueça que seus comentários são importantes pra mim.
Em Cristo, a Paz!
Pr Marcos Cruz