sexta-feira, 5 de julho de 2019

Vanilda Bordieri se irrita com críticos do seu terceiro casamento


Pelo Twitter, nesta quinta feira (4), a cantora Vanilda Bordieri pediu aos fans que deixem de ouvi-la, caso sintam-se incomodados com o seu terceiro casamento.

Na mensagem, a artista fala dos dois divórcios pelos quais passou e, não assegura a continuidade do atual casamento. Afirma também, que não pretende viver uma história de mentira e, que os verdadeiros adoradores não precisam de máscaras.

Várias questões na mensagem da cantora precisam ser estudadas.  Primeiro, na memória de quem a artista pretende recuperar dados sobre os divórcios pelos quais ela passou? Tal fato é percebido no início da mensagem quando diz “Ah lembrando”. Lembrando quem? Suponho que a cantora referiu-se a quem lidera igreja, pelo fato de apresentar como prerrogativa, o poder de não convida-la para cantar. Geralmente, quem autoriza o convite para um artista é o líder de uma igreja.  A eles, diz a cantora, “Não me convide”. Outrossim, é possível que alguém que não queira ouvi-la convide-a para cantar?

Vanilda escreveu que não pretende "mostrar uma história de mentira". Será que ela referiu-se a esconder os divórcios que enfrentou, ou não falar que está no terceiro casamento; talvez, na mente dela, manter o casamento é uma mentira , ou então, não acabar o casamento atual que ela tem?...

A máscara e seus usuários merecem atenção. Será que os adoradores que não se separaram duas vezes, não estão no terceiro casamento e não se pronunciaram publicamente, usam máscara?...

Sobre casamento e divórcio, há muita controvérsia. Há cristãos que defendem o casamento único e indissolúvel. Mas, outros, admitem a separação por muitos motivos. E Jesus o que disse?

Entre todas as respostas que Cristo deu aos que o indagaram sobre o divórcio, registrado em Mateus capítulo 19, a que mais me chama atenção, é a que ele afirma que o casamento é único e indissolúvel; que desde o princípio, o divórcio não está no plano divino para o casamento; e o que separa o casal é a dureza de coração.

Portanto, quer por adultério, incompatibilidade de personalidade  ou qualquer outro motivo que não seja a morte, o divórcio, segundo Jesus, ocorre por dureza de coração.